quarta-feira, 27 de março de 2013

Conversas da Alma :: 5 - Páscoa 2013



"Possivelmente, alguns ouvintes que escutam pela primeira vez o nosso programa, achem estranho que abordemos  uma conversa tão séria e tão desafiadora. Não é nossa intenção levá-los a pensar em religião, cerimónias, panos pretos ou roxos, cânticos mais ou menos pesados que caracterizam a época religiosa da Páscoa. A nossa intenção é fazê-los RECORDAR que, há dois mil anos atrás, numa pequena colina da cidade de Jerusalém, um homem foi pregado numa cruz, ladeado por dois malfeitores. A diferença entre esses homens e o do meio, é que eles estavam ali devido aos imensos crimes que tinham cometido e a lei romana, vigente naquele momento, decretava como pena capital, a crucificação. O homem do meio, porém, estava inocente. Não foi um erro da justiça romana que O pregou na cruz, nem a maldade dos fariseus e dos religiosos que O deixaram numa situação tão trágica. Esse homem, Filho de Deus, cheio de poder e autoridade divinas, poderia ter evitado aquele desfecho, poderia até ter saído da cruz, se o desejasse, mas Ele estava ali como sacrifício, oferecido a um Deus santo que não pode suportar a iniquidade, carregando sobre o Seu corpo todo o pecado da humanidade, representando-nos a nós nesse sacrifício, dando a Sua vida para que nós, pudéssemos ter a vida eterna.



Mais uma vez, as mulheres tiveram um papel tão especial naquela Páscoa única. Quando todos os discípulos de Jesus fugiram, abandonando-o na hora mais difícil da Sua vida, por amor a Ele as mulheres ficaram lá, firmes, junto à cruz, observando tudo, vendo o lugar onde colocaram o Seu corpo morto, embrulhado apenas num lençol.

Quando a cena do Calvário terminou e voltaram para as suas casas, parece que já não havia mais nada a fazer senão chorar um amigo perdido. Mas não, elas tinham visto que o corpo do Senhor não tinha sido preparado convenientemente para o sepultamento e decidiram fazer o que era necessário. Podiam apresentar algumas desculpas para não fazê-lo, mas o amor moveu-as para além dessas desculpas. Depois daquele dia longo, medonho e traumatizante, decidiram que haviam de cuidar do corpo do seu Mestre. Por amor, uma buscou um perfume, outra um óleo, outra misturou-os, cada uma delas fazendo a sua parte para que as especiarias ficassem no ponto certo. Pequenos actos de amor, pequenos gestos de uma devoção e carinho imenso. Sem medo, de madrugada, lá foram elas a caminho do sepulcro, para fazer o que se tinham proposto. Sabiam que na entrada da gruta onde tinham colocado o Senhor estava uma pedra enorme, que nenhuma delas tinha força para rolar. Mas mesmo assim foram. E quando chegaram, encobertas pelas sombras da madrugada e pela folhagem das árvores do jardim, viram com espanto que a pedra tinha sido rolada. Sobre a pedra estava um ser angélico que lhes disse, que Jesus não estava mais ali, mas tinha voltado à vida, ressuscitado. Correram para dar a notícia aos outros discípulos, que depois de terem abandonado o Senhor se reuniram num lugar, fechados à chave, com medo que lhes acontecesse alguma coisa. 


 

Páscoa é morte e vida. Morte para nos dar vida. Vida que tem que ser anunciada por todos nós. Eu também sou uma testemunha de que Jesus ressuscitou: tudo o que sou e tenho só é possível porque Ele vive em mim. Por isso, nesta Páscoa quero anunciá-lo a todos, com amor e sem receio: a vida que Ele me deu pode dá-la a si, se O DESEJAR, Hoje!"


Conversas da Alma do programa Mulheres de Esperança (Programa Especial Páscoa/13)
Autoria: Sarah Catarino  

terça-feira, 26 de março de 2013

Projecto Ana - Encontro Desperta Débora Encontro do Oeste

No passado dia 16 de Março (Sábado), o Projecto Ana esteve presente na Reunião do Oeste do Ministério Desperta Débora. O evento teve lugar na Igreja Evangélica Baptista das Caldas da Rainha. Para quem não conhece o Ministério Desperta Débora é um movimento de oração cujo alvo é despertar milhares de mães comprometidas a orar 15 minutos por dia pelos seus filhos e/ou outros jovens, para que Deus opere um despertar espiritual sem precedentes na história da juventude portuguesa.
Neste encontro houve tempo para oração, louvor e adoração e ouvir testemunhos de mães que fazem parte deste ministério. A oradora foi Helena Pais Martins (Coordenadora Nacional do Desperta Débora). Agradecemos mais uma vez a este ministério por nos acolher e nos dar a oportunidade de dar a conhecer mais do nosso ministério e trabalho.

















sexta-feira, 22 de março de 2013

Hannah's Heartbeat :: Mensagem da Marli # Fev13




O Efeito Borboleta - por Marli Spieker



"Em 1963, Edward Lorenz apresentou uma teoria que foi recebida apenas com risos. O autor Andy Andrews publicou a aparentemente ridícula teoria de Lorenz, de que "uma frágil borboleta ao bater as asas coloca as moléculas de ar em movimento, que se movem com outras moléculas de ar e eventualmente estas seriam capazes de iniciar um furacão no outro lado do planeta". Escarnecido pela comunidade científica, o assim chamado "efeito borboleta" que deu o nome do livro de Andrews, tornou-se um mito fascinante usado em obras de ficção científica.
Para espanto de alguns cientistas, 30 anos depois, professores de física concluíram que a teoria proposta era considerada "autêntica, precisa e viável"! Apelidada de “Law of Sensitive Dependence Upon Initial Conditions”, de acordo com Andrews, está provado que uma pequena mudança ou movimento produzido por qualquer forma de matéria, incluindo as pessoas, podem causar uma série de acontecimentos que conduz a um fenómeno de grande escala. Assim, uma leve borboleta pode desencadear grandes forças da natureza, como o furacão. Inacreditável! Pensei automaticamente em pessoas incríveis que começaram movimentos com uma ideia, um movimento com impacto global, alguns que afectam as nossas vidas até hoje: Einstein, Madre Teresa, William Booth, Paul Freed e outros, incluindo um carpinteiro judeu e os seus 12 incultos amigos! Uma ideia, um movimento, um "bater de asas", que causa mudanças nas pessoas, comunidades e até mesmo países!


Em 1997, um grupo de mulheres juntou-se a mim em oração pelas mulheres chinesas, pois a taxa de suicídio entre estas era de 500 por dia. O seu "bater de asas" em oração fervorosa e simples resultou no Movimento de Oração do Projecto de Ana, estabelecido hoje em 123 países e 70 línguas. É uma onda de oração que gira à volta do mundo e que causa um furacão poderoso de fé para mudar o destino eterno de milhões de mulheres (e homens) em todo o mundo.
Em 1998, um outro grupo de mulheres, esposas de missionários da TWR na ilha de Guam, moveu as suas "asas" através da produção em inglês do primeiro “Mulheres de Esperança” o programa de rádio do Projecto Ana. Hoje. Este programa está a passar além do "véu" de escuridão intelectual, social e espiritual que cobre as mulheres, através da mensagem libertadora de Cristo, da vida eterna e da verdade em mais de 60 idiomas. Além de alcançar as mulheres nas suas línguas e na sua terra natal, através de alta potência do rádio, os programas estão a alcançar imigrantes isolados. Através das novas tecnologias, o Mulheres de Esperança está a ser uma ferramenta utilizada para alterar mulheres através de linhas telefónicas estabelecidas na Alemanha, leitores de MP3 entregues na Suécia ou através da Internet onde quer que estejam.

Nós, do Projecto Ana estamos gratos a cada um que orou ou doou abençoando durante estes 15 anos este ministério. Eu oro por mais "Borboletas" prontas para voar com força e graça, para que o Projecto Ana possa continuar a expandir e a alcançar as mulheres. Apenas Jesus pode curar os corações magoados e suprir as necessidades de cada mulher em sofrimento. Oh, eu oro para que cada um de vós, apaixonadamente "bata as suas asas" em oração e doação, e provoque um "furacão" de esperança salvadora de Deus que alcance o mundo todo - inclusive a sua própria casa e arredores!"


Marli Spieker

Projecto Ana - Fundadora e Directora Global

segunda-feira, 11 de março de 2013

Desperta Débora - Reunião zona oeste.

No próximo dia 16 de Março (Sábado), o Projecto Ana estará presente na Reunião do Oeste do Ministério Desperta Débora. O evento terá lugar na Igreja Evangélica Baptista das Caldas da Rainha.
Para quem não conhece o Ministério Desperta Débora é um movimento de oração cujo alvo é despertar milhares de mães comprometidas a orar 15 minutos por dia pelos seus filhos e/ou outros jovens, para que Deus opere um despertar espiritual sem precedentes na história da juventude portuguesa.
Neste encontro haverá tempo para oração, louvor e adoração e ouvir testemunhos de mães que se têm juntado a este ministério. A oradora será a Dra. Helena Pais Martins (Coordenadora Nacional do Desperta Débora). 
Haverá também uma breve apresentação do Projecto Ana Portugal. 
Junte-se a nós neste dia!




sexta-feira, 8 de março de 2013

Conversas da Alma :: 4 - Dia Internacional da Mulher


 

Reza a história que no dia 8 de Março de 1857, as operárias têxteis de uma fábrica de Nova Iorque entraram em greve, ocupando a fábrica, para reivindicarem a redução de um horário de mais de 16 horas por dia para 10 horas. Estas operárias que, nas suas 16 horas, recebiam menos de um terço do salário dos homens, foram fechadas na fábrica onde, entretanto, se declarara um incêndio, e cerca de 130 mulheres morreram queimadas. Em 1910, numa conferência internacional de mulheres realizada na Dinamarca, foi decidido, em homenagem àquelas mulheres, comemorar o 8 de Março como "Dia Internacional da Mulher". O ais curioso é que, em 1982, duas investigadoras, Liliane Kandel e Françoise Picq, demonstraram que a famosa greve feminina de 1857, que estaria na origem do 8 de Março, pura e simplesmente não aconteceu, não vem noticiada nem mencionada em qualquer jornal norte-americano, mas todos os anos milhares de orgãos de comunicação social contam a história como sendo verdadeira («Uma mentira constantemente repetida acaba por se tornar verdade»). De então para cá o movimento a favor da emancipação da mulher tem tomado forma, tanto em Portugal como no resto do mundo.


Mas imagine que em Portugal, só em 1822 quando da Primeira Constituição Liberal foi afirmado que a lei era igual para todos, sem referência especial às mulheres.


O QUE SE PRETENDE COM A CELEBRAÇÃO DESTE DIA: Chamar a atenção para o papel e a dignidade da mulher e levar a uma tomada de consciência do valor da pessoa, perceber o seu papel na sociedade, contestar e rever preconceitos e limitações que vêm sendo impostos à mulher.


Desde 1975, em sinal de apreço pela luta então encetada, as Nações Unidas decidiram consagrar o 8 de Março como Dia Internacional da Mulher.
Se, nos nossos dias, perante a lei da maioria dos países, não existe qualquer diferença entre um homem e uma mulher, a prática demonstra que ainda persistem muitos preconceitos em relação ao papel da mulher na sociedade. Foi necessário esperar pelas últimas décadas do século XX para que o homem passasse, aos poucos, a colaborar nas tarefas caseiras. E se no âmbito familiar se assiste a uma rápida mudança, na sociedade em geral a situação da mulher está ainda sujeita a velhas mentalidades que, embora de forma não declarada, cerceiam a sua plena igualdade.

O número de mulheres em lugares directivos é ainda diminuto, apesar de muitas delas demonstrarem excelentes qualidades para o seu desempenho. Hoje as mulheres estão integradas em todos os ramos profissionais, mesmo naqueles que, ainda há bem pouco tempo, apenas eram atribuídos aos homens, nomeadamente a intervenção em operações militares de alto risco.

As limitações colocadas sobre a MULHER parecem que nunca acabarão, embora continuem a haver mudanças e, algumas destas acontecerão quando as mulheres derem um passo em frente, para falarem de igualdade, de oportunidades e de justiça. Mas o mais importante é que a capacidade que temos de nos sentir seguras e livres, vem de um coração que foi curado por Deus e liberto pelo amor de Deus. Essa liberdade será demonstrada nas nossas decisões. Somos o que somos, através daquilo que Deus faz na nossa vida.

Descobri na minha caminhada pessoal, a mais revolucionária verdade: que Deus me ama e isso muda tudo: dentro de mim, à minha volta e até com as pessoas com quem vivo todos os dias.




Na Biblia Sagrada estão escritas estas palavras:


“Tu (Deus) me conheces por dentro e por fora, conheces cada osso do meu corpo, conheces exactamente como fui formado, parte por parte, como fui esculpido e vim a existir” - Salmo 139:15


Sabe que foi Deus que decidiu o momento do seu nascimento e o tempo da sua vida. Deus programou o lugar onde nasceria, a sua raça e nacionalidade. Deus não deixou ao acaso nenhum detalhe relativo à sua pessoa. Deus decidiu também como seria o seu nascimento. Independentemente das circunstâncias que a envolveram e de quem são os seus pais, Deus tinha um plano ao criá-la. Muitos filhos não são planeados pelos pais, mas não são um imprevisto para Deus.


Por que é que o Senhor fez tudo isto? Porque é um Deus de amor. Embora este amor seja difícil de compreender, é confiável. A ouvinte foi criada para ser alvo do grande amor de Deus. Por causa deste facto, a sua vida tem um grande significado. Nunca se esqueça o quanto Deus a ama. Isso é mais importante que qualquer outro conceito, que qualquer outra ideia religiosa. E esse amor, pode mudar as circunstâncias da sua vida.


Conversas da Alma do programa Mulheres de Esperança (Programa Dia Internacional da Mulher/13) 

quinta-feira, 7 de março de 2013

Carta da Marli Spieker - Março 2013

Queridos intercessores,

Quando penso em si e nos 40.000 intercessores que 'trabalham' através da oração e usam o calendário de oração do Projeto Ana o meu coração transborda de gratidão e perplexidade. Que coisa poderosa! O coração de Deus é tocado pelas nossas orações. O Seu poder transformador trespassa as trevas do mal! Afinal, Jesus “veio para destruir as obras do diabo”! E em Seu nome e poder, assumimos o constante confronto espiritual com a brutalidade da exploração de meninas e mulheres em toda parte porque sabemos que Ele é a única resposta. Através da compaixão, oração e programas de rádio o Projeto Ana une-se à vitória de Cristo.

O foco da oração deste mês de Março é particularmente desafiador, mas chegou em boa hora. Recentemente, o clamor de centenas de jovens indianas despertou o mundo para o horroroso crime que é a violação. Enquanto orava por cura e conforto da família da jovem estudante de medicina violada por um gang (grupo)num autocarro, pensei nas milhões de mulheres que já sofreram com a violação, sobreviveram a este crime e vivem como se estivessem mortas, afinal a sua dignidade, honra e valor como ser humano foram roubados. A violação nem sempre mata o corpo, mas mata sempre a alma de uma mulher.

A Bíblia adverte-nos para não ignorarmos este mal, mas sim, ter uma ação redentora: “Faz tudo para livrares os que estão condenados à morte, não fiques indiferente perante o seu destino. Não fujas às responsabilidades dizendo:
"Mas eu não sabia de nada!" Deus, que conhece os corações, não saberá bem o que se passa no teu? Não dará Deus a cada um segundo as suas obras?” - Provérbios 24:11-12.

Temos uma responsabilidade enorme de buscar a justiça bíblica quando oramos e agimos em favor das vítimas. Ore para que os governantes defendam os direitos das meninas e mulheres e punam os agressores, mas acima de tudo, peçamos a Deus por um despertamento moral entre os homens.

Já aconselhei vítimas de abuso em muitos países. Todas as vezes que entregam a sua dor a Jesus e aceitam a graça, o amor e o poder de Deus, a restauração acontece. O toque amoroso de Jesus cura os seus corações dilacerados.
Elas recebem uma vida nova! Uma nova esperança! Um novo destino eterno!

Crendo com consigo,
 
Marli SpiekerFundadora/Diretora do Ministério Global
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

segunda-feira, 4 de março de 2013

Projecto Ana - Semearte (Reviver Santo António Cavaleiros)

A equipa do Projecto Ana na semana passada foi conhecer mais de perto o "Semearte". É um grupo de mulheres que se reúne todas as semanas no Espaço Reviver (Igreja Reviver SAC) para desenvolver actividades artísticas e trabalhos manuais. Neste espaço desenvolvem as artes, o convívio, a amizade e acima de tudo o amor. São realizados diversos workshops relacionados com as artes e trabalhos manuais de forma a aperfeiçoar técnicas e adquirir novos conhecimentos. Este tempo inicia-se às 10h, incluí um almoço delicioso e animado e encerra às 16h. Este grupo junta-se ao Culto da Tarde da Igreja Reviver em Santo António dos Cavaleiros (Quartas às 16h30), onde tem um tempo de louvor, partilha e comunhão.
Com o objectivo de dar a conhecer mais do Projecto Ana, a nossa Coordenadora Sónia Simões esteve com o grupo "Semearte" e foi convidada para partilhar a Palavra de Deus na passada quarta-feira, dia 27 de Fevereiro. Foi um bom tempo de convívio, partilha e aprendizagem!